CORPO E ALMA





Sob a alvura do lençol
um corpo nu, incasto
mordido e marcado
madruga em meu leito
ao sono entregue
despido de urgências
lânguido de orgasmos
a uma distância
que não se mede
observo e aspiro
o almiscar dessa pele
que de desejo me cobriu
e me possuiu
o fogo das entranhas
bebeu-me explorando a fonte
puro instinto, contudo
o quanto crê que domina
nada sabe
do que eu sinto...

Maria Lucia (Centelha Luminosa)